Blog

Fique por dentro de tudo que rola no mundo do ciclismo indoor.

Dicas

Zumbido no ouvido

O zumbido no ouvido é muito comum entre pessoas que trabalham com música alta. Confira aqui se você anda abusando do som durante a sua aula!

Tags: música, zumbido no ouvido, ciclismo indoor
23/10/2017 17:26:15



http://widecycling.com.br/content/blog/images/zumbido-no-ouvido-0f09d82eb6defa7a289c7c29732bd76a.jpg

Olá, treinador (a)!

Somos profissionais da Educação Física e, portanto, profissionais da saúde! Devemos então falar sobre um sintoma pouco comentado, mas que atinge vários professores e praticantes de Ciclismo Indoor: o zumbido no ouvido. Nós trabalhamos com música e, na maioria das vezes, música alta! Costumamos “dar um grau no som” quando chegamos em um terreno de alta intensidade ou quando a energia da aula chama. E quando não o fazemos, nossos alunos pedem. Diga se não é verdade? Bem, o problema é que esse som alto pode danificar o nosso ouvido e dependendo da situação, as consequências podem aparecer em curto, médio ou longo prazo.

O zumbido no ouvido pode aparecer em um ou nos dois ouvidos. A pessoa que tem zumbido tem a sensação de ouvir constantemente um tipo de som, mesmo o ambiente estando completamente silencioso. Entre os sons mais caracterísiticos ouvidos por essa pessoa podemos citar os seguintes:

  • chiado constante
  • barulho semelhante ao de uma cachoeira ou cigarra
  • som de um apito

Verifique se você ouve um desses sons, por quanto tempo eles ficam presentes e qual a intensidade dele. Muitas vezes o zumbido está presente, mas acaba sendo camuflado por outros barulhos do ambiente. Porém, basta entrarmos em um local mais silencioso e lá está ele! Para muitos, o zumbido surge e eventualmente desaparece por uns tempos sem que se tome nenhuma providência. Para outros, ele pode durar anos e causar distúrbios psicológicos como ansiedade e depressão, pois não é nada agradável ficar ouvindo aquele ruído constantemente. Principalmente quando ele é alto o suficiente a ponto do ambiente não ser mais capaz de camuflá-lo.

O zumbido no ouvido pode piorar com a idade. Hoje em dia nós sabemos que ele pode ser um sintoma para vários transtornos de saúde: perda auditiva, labirintopatias, estresse, problemas de circulação, pressão alta, infecções no ouvido,  anemia, tumores, etc.. Em geral, o zumbido no ouvido piora com a exposição à poluição sonora. Fique atento e procure um médico especialista. Somente ele poderá diagnosticar qual a causa do problema e orientá-lo com relação às providências que devem ser tomadas.

Bom, você deve estar curioso em saber se anda danificando os seus ouvidos com música alta durante a aula de bike indoor. Existem limites de exposição a ruídos que você deve conhecer e explicar aos seus alunos.  A seguir, vamos falar sobre esses limites de exposição e eu vou te dar um dica de como medir o nível de pressão sonora durante sua aula. 

Limites de exposição a ruídos

 A exposição a altos níveis de pressão sonora pode provocar perda auditiva e o zumbido no ouvido pode ser um sintoma. De acordo com a norma NR-15 do Ministério do Trabalho, para um período de 8h de jornada de trabalho o nível máximo de pressão sonora a que um indivíduo é exposto não deve ultrapassar 85 dB(A). A cada acréscimo de 5 dB(A), o tempo de exposição ao som deve ser reduzido à metade. Veja o quadro 1 para entender melhor:

 

Duração da exposição ao som

Pressão sonora máxima permitida [dB(A)]

8 horas

85

4 horas

90

2 horas

95

1h 45min

96

1 hora

100

30 min

105

15 min

110

7 min

115

Quadro 1 – Limites de tolerância para ruído contínuo a intermitente. Adaptado de BRASIL (2011) 

 

Se você fica exposto a um som de 90 dB(A) em seu trabalho, o tempo máximo de exposição permitido é de 4h e assim por diante. Para atividades que necessitam de concentração como aquelas realizadas em escritórios e salas de aula o nível de pressão sonora ideal (aquela que não prejudica o desenvolvimento da atividade) fica em torno de 65 dB (SALIBA, 2004). A exposição a valores acima de 110 dB só pode ocorrer no ambiente de trabalho se os indivíduos expostos estiverem usando protetores auriculares (BRASIL, 2011)!

A pergunta agora é: como você anda se submetendo aos ruídos? Para descobrir é simples: basta instalar um aplicativo em seu celular e iniciá-lo durante a aula. Ele indicará a pressão sonora a que você e seus alunos estão se submetendo. Dicas de aplicativos gratuitos:

  • Sistema Android: decibelímetro (disponível na play store).
  • Sistema IOS: decibel 10 (disponível na app store).

 A preocupação com os ruídos em academias de ginástica é grande! Tanto que existem  estudos realizados com professores de várias modalidades de academia para verificar o nível de pressão sonora a que ficam submetidos durante o horário de trabalho.

 Com professores de Ciclismo Indoor , só para você ter uma idéia, citarei o estudo de Palma et al., (2009). Esses autores efetuaram medições da pressão sonora em função das fases da aula: aquecimento, parte principal e encerramento (volta à calma). Veja os resultados no quadro 2:

 
Estudo Média da pressão sonora [dB(A)]
Aquecimento Parte principal Encerramento
PALMA et al.,(2009) 88,45 95,86 85,12

Quadro 2 - Média da pressão sonora.

 

 Em média, as aulas analisadas tiveram duração de 50min e, desse total, 60 a 80% (30 a 40min) eram dedicados à parte principal e 10 a 20% ao aquecimento e encerramento.

Perceba que os professores desse estudo ficaram a maior parte do tempo de cada aula expostos a uma pressão sonora de 95,86 dB(A)! De acordo com o quadro 1, o tempo de exposição máximo a essa pressão sonora deve estar em torno de 1h45min. Mas, e se esse professor der várias aulas por dia (o que não é incomum)? É bem provável que esse limite de tempo seja ultrapassado! Não seria difícil constatar que as condições de trabalho desse professor seriam insalubres.

E você? Já conhece os valores de pressão sonora durante as suas aulas de Ciclismo Indoor? Já calculou quanto tempo fica exposto a ela? Muitos professores se acomodam à exposição a altos níveis de pressão sonora. O corpo humano possui a capacidade de se acomodar a agentes extressores. No entanto, essa acomodação não diminui os efeitos nocivos desses agentes ao nosso corpo.

Portanto, cuide de você e de seus alunos.  Instale o aplicativo em seu celular e verifique a pressão sonora durante as suas aulas. Se você também é professor de outras modalidades coletivas (zumba, jump, step, etc..) não se esqueça de incluí-las na sua análise! Você não precisa diminuir drasticamente o som, pois sabemos que isso interfere na motivação dos alunos. Porém, um pouco de bom senso não faz mal a ninguém. Para se orientar, tenha como referência o quadro 1 dessa matéria. Faça as medições e não ultrapasse os limites. Explique aos seus alunos. Considerando que estamos falando de saúde, com certeza todos entenderão!

Forte abraço e boas pedaladas!

Sylvia Boaventura

Referências:

BRASIL – MINISTÉRIO DA SAÚDE. Perda auditiva induzida por ruído (PAIR). Brasília: editora do Ministério da Saúde, 2006.

PALMA, Alexandre; MATOS, Ubirajara A; ALMEIDA, Marcelo N; OLIVEIRA, Gizelle E. M. C. Nível de ruído no ambiente de trabalho do professor de Educação Física em aulas de Ciclismo Indoor. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v.43, n.2, p. 345-351, 2009

SALIBA, Tuffi M. Curso básico de segurança e higiene ocupacional. São Paulo: LTr, 2004


Comentários do Blog


Table './widecycl_website/comentario' is marked as crashed and should be repaired